img { max-width: 100%; height: auto; width: auto\9; /* ie8 */ }

sexta-feira, 6 de março de 2015

Rodapé para a Quechua T6.2

Na postagem sobre a nossa primeira acampada, em Picinguaba, relatamos sobre a falta que faz o piso da barraca T6.2 - Quechua, que não é igual a da T6.2 XL Air.
O espaço entre o teto da barraca e o chão dá pra passar animaizinhos que não queremos compartilhar em nosso espaço. Embora sejamos parceiros da natureza, esta parte integrante não é bem vinda no interior da "Lindona" (a nossa T6.2).
Assim, buscando alguma solução para essa questão na internet, lemos alguns comentários e assistimos vídeos que dessem uma luz para gente. Então adaptamos algumas coisas pra nossa realidade.

Bem, em primeiro lugar a coisa ficou um tanto improvisada nesta primeira acampada com a "Lindona", e para a segunda já faremos um pouco melhor.

Vamos compartilhar a primeira versão do projeto rodapé:

1- Compramos o tecido de nylon para tela de mosquiteiro, na cor verde - 5 metros de comprimento. A largura da tela é de 1,20m.

Cálculo:
O perímetro total da barraca T6.2 é de aproximadamente 15 metros, assim, dividindo a largura da tela em 4 partes teríamos 5 metros (comprimento) x 4= 20 metros. Essa medida seria suficiente fazer as emendas dessas 4 partes e tornando assim uma faixa contínua, o nosso rodapé.





2- Cortamos as faixas com altura de 30 cm cada; 

3- Compramos o piso: lona aluminizada da Nautika 5x4 metros. 

Pensamos assim: A lona forraria toda a base da barraca, ficando sob os quartos, sala e também na área do avance. Esse piso serviria de apoio para o rodapé. Encaixaríamos por baixo da lona uns 10 cm e 20 cm da tela sobrariam pra fora, entre o forro da barraca e o piso (esses 20 cm seriam a altura do rodapé).

3- Em campo, com a Lindona montada, sem colocar os quartos, achávamos que só fixando o rodapé de baixo do piso a tela ficaria em pé, já que a trama dessa tela é durinha. Mas, na hora a gente viu que não dava sustentação, pois o comprimento era muito grande e sem nenhum apoio. Também não daria para encaixar o rodapé de forma contínua, porque existem os fixadores da barraca no chão sendo necessário fazer cortes verticais na tela/rodapé e ir desviando dessas "barreiras". 

4- Depois de todo o rodapé colocado, percebemos que teríamos que fixar alguma coisa para deixá-lo em pé. Primeiro, tivemos a ideia de colocarmos fita crepe segurando o rodapé, que ficou horrível e não colou direito. Depois resolvemos fincar de 50 em 50 cm palitos de churrasco no chão, pelo lado interno, que serviriam de apoio para o rodapé. E esse procedimento solucionou o problema. Como os palitos são compridos ficaram exatamente do mesmo tamanho da altura do rodapé, fazendo pressão contra a cobertura da barraca.


A foto mostra sustentação com palitos e fita crepe. Tiramos a fita de tão feio que ficou.

Avaliação:

Deu mais ou menos certo, mesmo que de forma improvisada. 
Não ficou legal nas emendas das faixas. Também ficou feio o acabamento, pois a tela vai desfiando e no final do camping dava pra ver que seria necessário dar um jeito nessa situação, porque com o tempo ela vai se acabar todinha. Os palitos podem ser perigosos, pois tem pontas que porventura poderiam furar a barraca.


VERSÃO 2 DO PROJETO RODAPÉ

1- Acabamento feito com viés, tesoura e cola quente. Nada demais, apenas paciência e cuidado para não queimar todos os dedos da mão. O viés é super legal, porque é encorpado e já tem a dobrinha certinha que encaixa na tela.



2- Aparar com a tesoura todos os fiapos e irregularidades;



3- O viés mais largo ficou para cima e o mais fininho colei em baixo;






4- E os palitos de churrasco de sustentação da primeira versão, agora serão estacas de aço de 18 cm.

E o resultado final do rodapé 2ª versão ficou assim:


Avaliação: 

Não ficou tão esticado, mas ficou melhor o acabamento nas bordas. Os ganchos, por serem mais grossos e menores que os palitos de churrasco, não dão tanta sustentação. Assim, esse projeto "rodapé" ainda não foi concluído. Achamos que a melhor alternativa será fixar velcro na barraca e na tela, para melhor fixação. Provavelmente, com esse novo sistema, fique melhor a vedação e a velocidade da colocação, pois quando utilizamos os ganchos e palitos o processo é um tanto demorado.
Agora, fica a pergunta, como colar o velcro na barraca sem prejudicar o nylon?
Será que o Selador de Costura dá conta?
Bem... esse tema ainda temos que pesquisar! 
Quando tivermos a solução compartilharemos com vocês, ok?

Saudações Campistas!

Caminhando e Acampando
e seguindo a canção

3 comentários:

  1. Marcelle....
    Pegando suas dicas da bitela, pois acabamos de trocar nossa casinha de novo... Pegamos uma boa promoção nela e resistimos....
    Estamos de mansão uhuuuuu

    Beijo
    Aline

    ResponderExcluir
  2. Olá. Vcs já descobriram uma forma de colar velcro sem prejudicar o nylon?
    Adorei o blog. Ótimas dicas.
    Beijos

    ResponderExcluir